Stretta 1

Entrada do estômago: ácido subindo para o estômago

Stretta 2

Aplicação da radiofrequência no músculo

Stretta 3

Resultado: músculo mais espesso e o ácido contido no estômago

A Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) atinge aproximadamente 15% dos brasileiros e é responsável por sintomas como azia, mau hálito, desconforto na garganta, dor no peito e tosse crônica. O Refluxo é uma doença crônica que vem crescendo muito devido aos maus hábitos alimentares e principalmente ao aumento de peso da população.
Há pouco mais de dois anos, a American Society for Gastrointestinal Endoscopy (ASGE) divulgou novas diretrizes que citam a Terapia Stretta como uma opção viável para o tratamento da DRGE porque é segura, eficaz e durável.
A chegada da Terapia Stretta ao Brasil, depois de ter sido realizado em aproximadamente 25 mil pacientes em todo o mundo com segurança e eficácia comprovados, representa um grande avanço no tratamento de pacientes com DRGE. E para nós, médicos que tratamos essa doença e acompanhamos a perda da qualidade de vida desses pacientes, o tratamento Stretta permite a interrupção do uso crônico de medicamentos como Omeprazois. Mas o fator importante é que o Stretta é uma grande alternativa ao tratamento cirúrgico.
A terapia é realizada por meio de endoscopia em uma única sessão, sem necessidade de internação hospitalar, anestesia geral ou cirurgia. Durante a endoscopia, uma sonda é introduzida pela boca e direcionada para a musculatura da entrada do estômago (esfíncter esofágico inferior). Aplicamos ondas de radiofrequência nesse músculo, deixando-o mais espesso, criando assim uma barreira que impede o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago, garganta e vias aéreas. Esse procedimento dura entre 30 a 40 minutos, sendo muito seguro e com índices de complicações muito inferiores ao da cirurgia. Após recuperar-se do exame, o paciente pode ir para casa.
Temos observado que este tratamento representa um grande diferencial para a qualidade de vida dos nossos pacientes com DRGE e também nos que já operaram e voltaram a ter os sintomas do Refluxo. A Terapia Stretta também é uma ótima opção para pacientes que fizeram a cirurgia da obesidade e que estão sofrendo com a DRGE.

Dr. Silvio Feiber Filho
CRM/SC 7843
Cirurgia Geral RQE 3544
Cirurgia do Aparelho Digestivo RQE7371
Endoscopia RQE 6243