Também ficou assustado com a notícia de que o Papa Francisco rezou uma missa e foi submetido a uma cirurgia em seguida? A gente também, principalmente porque a informação oficial do Vaticano é de que ele foi submetido a um procedimento para corrigir uma estenose diverticular do cólon.A doença diverticular do cólon ocorre quando divertículos são detectados na parede do intestino grosso. Os divertículos colônicos são pequenos sacos que surgem por um acometimento da musculatura do intestino, por onde passam vasos sanguíneos, tornando-se um ponto de fraqueza na parede intestinal.“Esses sacos podem sofrer inflamações frequentes, chamada de diverticulite. Quando a diverticulite melhora do processo de inflamação, ela forma, pela cicatrização, um estreitamento do intestino, levando à estenose”, explica a coloproctologista do Gastro Medical Center, Juliana Stradiotto Steckert.Os divertículos apresentam relação com a idade, sendo que aos 50 anos aproximadamente metade das pessoas têm divertículos. Aos 80 anos, praticamente todas as pessoas têm divertículos no intestino grosso. E o Papa Francisco tem 84 anos!“De 10 a 20% das pessoas vão apresentar episódio de inflamação desses divertículos, e desses, menos de 5% vai ter inflamação grave. Os demais, vão usar antibiótico via oral em casa. Em casos mais complexos, pode ocorrer internação hospitalar para realização de antibiótico por via venosa. Quando ocorre formação de pus em grande quantidade, sangramento abundante ou perfuração com escape das fezes para dentro da barriga, pode ser necessária cirurgia de emergência, situação que pode requerer desvio do intestino grosso para a barriga do paciente, procedimento chamado de colostomia”, acrescenta Juliana.De acordo com a médica, no caso do Papa Francisco, ao que tudo indica, ele deve ter feito algumas crises de diverticulite e então, fez uma cirurgia eletiva. “Estamos falando de um líder religioso que tem ao seu redor uma estrutura de saúde diferenciada e que a cirurgia programada deve ter sido a solução para evitar um quadro grave e também para liberá-lo do desconforto. A cirurgia é um ressecamento da região afetada e o Papa não deve precisar da bolsa de colostomia”, comenta Juliana.A coloproctologista alerta que dietas com pouca fibra e constipação intestinal são fatores que facilitam ou antecipam o surgimento da doença diverticular.  “Hábitos de vida saudável, com dieta balanceada e rica em fibras, atividades físicas regulares e ingesta de líquidos são fatores importantes para prevenir os divertículos. É importante lembrar que ingerir sementes não aumenta o risco de diverticulite!”, encerra.************************** Gastro Medical CenterTelefone: (48) 3030 2930 Whatsapp: (48) 3030 2930 E-mail: atendimento@gastromedicalcenter.com.br Website: gastro.floripa.brFaça contato para saber sobre planos de saúde e formas de pagamento.Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho – CRM/SC 7843 – RQE 6243 

Conteúdo meramente informativo, não devendo ser
utilizado para realizar diagnósticos ou tratamentos.
Consulte um médico em caso de dúvidas.

Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho
CRM/SC 7843 RQE 6243
Feito para você de ❤ Políticas de privacidade