O excesso de gás no tubo digestivo costuma causar sintomas como arrotos recorrentes, flatulência, distensão e dor abdominal. Geralmente o incômodo aumenta no fim do dia, após a ingestão de alguns alimentos, na maioria das vezes carboidratos, que não são bem digeridos na passagem pelo instestino delgado.

De acordo com a nutricionista do Gastro Medical Center, Caroline Faé, os alimentos que mais tendem a produzir gases são: leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico, soja), açúcar, alguns tipos de adoçantes (xilitol, sorbitol), leite e derivados (apenas para as pessoas intolerantes à lactose), produtos com glúten (afeta apenas os celíacos ou os que apresentam intolerância ao glúten), alguns vegetais (brócolis, couve-flor, cebola, alho, entre outros) e frutas (maçã, pêssego, melancia).

“A quantidade de gases que cada alimento produz varia de pessoa para pessoa e, como muitos alimentos saudáveis podem provocar este desconforto, é importante que o indivíduo procure por atendimento nutricional para evitar deficiências decorrentes da exclusão de alguns alimentos, bem como melhorar a condição de saúde do intestino e, consequentemente, melhorar a digestão”, orienta Caroline.

**************************
Gastro Medical Center

Telefone: (48) 3030 2930
Whatsapp: (48) 3030 2930
E-mail: atendimento@gastromedicalcenter.com.br
Website: gastro.floripa.br

Faça contato para saber sobre planos de saúde e formas de pagamento.

Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho – CRM/SC 7843 – RQE 6243

Conteúdo meramente informativo, não devendo ser
utilizado para realizar diagnósticos ou tratamentos.
Consulte um médico em caso de dúvidas.

Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho
CRM/SC 7843 RQE 6243
Feito para você de ❤ Políticas de privacidade