Até 2030 o câncer deve ser a maior causa de morte em todo o mundo, segundo a projeção da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC). Essa realidade poderia ser diferente se houvesse prevenção e diagnóstico precoce. Para alertar para essa conscientização e ampliar a discussão acerca do acesso a diagnóstico e tratamento, no dia 4 de fevereiro é realizado o Dia Mundial do Câncer.

O cirurgião oncológico do Gastro Medical Center, em Florianópolis, Eduardo Zanella Cordeiro, explica que os tratamentos contra o câncer têm avançado e cada vez mais há esperança para a cura, mas destaca que “detectar a enfermidade logo no início interfere muito no tratamento.Ao sentir ou ver alterações no corpo é preciso consultar um especialista, além disso, a prevenção é fundamental”, orienta o médico.

Confira abaixo como prevenir e identificar cedo os principais tipos de cânceres.

Câncer da boca – Procure observar feridas dentro da boca, entre as gengivas, bochechas, céu da boca, língua e abaixo dela. O dentista também pode e deve visualizar essas lesões. Importante ter cuidado com as dentaduras mal ajustadas que irritam a língua e as bochechas. Fumar a mascar fumo também são fatores de risco.

Câncer de laringe – Os principais sintomas deste câncer é a rouquidão que não melhora. Não fumar e não ingerir bebida alcoólica em excesso são formas de prevenção.

Câncer de colo de útero – O método mais eficiente de prevenção é a vacinação contra o HPV, recomendada para meninas e meninos antes da adolescência. O uso de preservativo e realização do exame preventivo anualmente também são recomendados. OS sintomas são corrimento vaginal com cheiro forte, sangramento vaginal e dor.

Câncer colorretal – Pode ser detectado antes de se tornar maligno pelo exame de colonoscopia que deve ser realizada a partir dos 40 anos. Para prevenir pratique atividades físicas, consuma alimentos ricos em fibras e vegetais, evite carnes vermelhas e processadas, bebidas alcoólicas em excesso e fumo. Fique atento a mudanças no funcionamento do intestino (preso ou solto), e no formato das fezes (presença de sangue ou muco ao evacuar). Saber se tem pessoas com a doença na família também é importante, pois a doença pode passar de pais para filhos – herança genética.

Câncer de esôfago – Para prevenir consuma bastante frutas frescas e vegetais, especialmente cruas. Idade, histórico familiar, ingestão excessiva de álcool e fumo, obesidade e histórico de refluxo devem ser observados com cuidado. Sintomas mais comuns são dificuldade para engolir e perda de peso.

Câncer de estômago – Sintomas mais comuns são dor na região abdominal e perda de peso. Pratique atividades física, evite alimentos muito temperados e conservados em sal (em excesso) e não fume.

Câncer de fígado – não há sintomas específicos, podendo ocorrer desconforto ou dor na barriga, alteração na cor da pele e dos olhos       (se tornam amarelados) ou aumento do tamanho da barriga. Formas de prevenção são: controlar a alimentação e obesidade e não consumir álcool em excesso.

Câncer de mama – Importante fazer autoexame, consultar médico anualmente e mamografia a partir dos 50 anos. Ficar atento aos pequenos nódulos embaixo do braço, axilas e no pescoço. Vale destacar que homens também podem desenvolver a doença.

Câncer de ovário – O histórico familiar deve ser observado. Realizar exame de ultrassonografia é importante para avalia.

Câncer de pele – É fundamental evitar a exposição excessiva ao sol e proteger a pele, especialmente as pessoas de pele clara com mais de 40 anos. O uso de protetor solar é indispensável.     

Câncer de próstata – Importante fazer exame preventivo a partir dos 45 anos, pois o único fator de risco estabelecido é a idade. Ter uma alimentação rica em vegetais e vitaminas, manter o peso saudável e evitar obesidade aumentam a proteção contra o câncer.

Câncer de pulmão – Em 80% dos casos está relacionado ao hábito de fumar e por isso é preciso parar de fumar independente do tempo que se é fumante.

Câncer de tireoide – Para diminuir os riscos é preciso não fumar, evitar ingerir álcool em excesso, ter hábitos alimentares saudáveis e praticar atividades físicas regulares.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica

*****
Gastro Medical Center
Telefone: (48) 3030-2930
Whatsapp: (48) 3030-2930
E-mail: [email protected]
Website: https://www.gastromedicalcenter.com.br
Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho – CRM/SC 7843 RQE 6243
*****

Conteúdo meramente informativo, não devendo ser
utilizado para realizar diagnósticos ou tratamentos.
Consulte um médico em caso de dúvidas.

Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho
CRM/SC 7843 RQE 6243
Feito para você de ❤ Políticas de privacidade