Prevenção do câncer intestinal com colonoscopia

A edição desta quarta-feira, 4 de julho, do jornal Notícias do Dia, divulga artigo assinado pelo médico coloproctologista do Gastro Medical Center, em Florianópolis, Alvaro Stecker Filho, que trata sobre a importância da realização exames de prevenção do câncer colorretal serem iniciados a partir dos 45 anos. Confira a seguir sobre o assunto.

 

Exames de prevenção do câncer colorretal devem ser iniciados a partir dos 45 anos

 Alvaro Steckert Filho, médico coloproctologista

Foi anunciada pela Sociedade Americana do Câncer nova diretriz para prevenção do câncer colorretal. A recomendação é de que os exames sejam realizados a partir dos 45 anos, cinco a menos do que a orientação anterior, com a realização de colonoscopia a cada 10 anos. A mudança se dá após confirmação do aumento dos casos desse tipo de câncer nos Estados Unidos na faixa etária considerada adultos mais jovens. Essa nova diretriz vem ao encontro do que observamos na rotina clínica e com as orientações que fazemos com os nossos pacientes.

Os dados da Organização Mundial de Saúde apontam que o câncer colorretal é o terceiro que mais mata pessoas no mundo e nos Estados Unidos, é o segundo tipo de câncer que mais mata homens – dados do Centro Nacional de Controle de Doenças

Para mudar as diretrizes, a Sociedade Americana do Câncer revisou estudos sobre exames usados na prevenção do câncer colorretal e identificou estratégias que podem ser eficazes.

Por enquanto, outras organizações de saúde dos Estados Unidos ainda não mudaram suas recomendações quanto a idade para início dos exames.

O aumento do número de casos nos Estados Unidos, que também pode ser comparado à realidade brasileira, está associado ao estilo de vida, sendo o aumento de peso um dos principais destaques na maior incidência de câncer, incluindo o colorretal. Não estão descartados ainda o consumo exagerado de alimentos processados, o sedentarismo, o tabagismo. Consumir carne vermelha, carne processada e bebidas alcóolicas, entre outros fatores, pode aumentar as chances de câncer colorretal.

Um estudo divulgado pela Fundação World Cancer Research e o Instituto Americano de Pesquisa do Câncer destacou que existem evidências fortes de que o indivíduo fisicamente ativo e que tem em sua alimentação o hábito de comer grãos integrais e alimentos ricos em fibras, juntamente com outros hábitos saudáveis, pode diminuir o risco de câncer colorretal.

Qualquer mudança nos hábitos intestinais deve ser comunicada ao médico.

*****
Gastro Medical Center
Telefone: (48) 3030-2930
Whatsapp: (48) 3030-2930
E-mail: [email protected]
Website: https://www.gastromedicalcenter.com.br
Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho – CRM/SC 7843 RQE 6243
*****

Conteúdo meramente informativo, não devendo ser
utilizado para realizar diagnósticos ou tratamentos.
Consulte um médico em caso de dúvidas.

Diretor Técnico: Dr. Silvio Feiber Filho
CRM/SC 7843 RQE 6243
Feito para você de ❤ Políticas de privacidade